A cirurgia de retirada do apêndice pode causar hérnia incisional?

Atualmente, a cirurgia do apêndice é realizada por videolaparoscopia, que garante qualidade ao paciente

O apêndice é uma projeção cilíndrica, fina e com mais ou menos 10 centímetros de comprimento, que sai do intestino grosso em uma área chamada ceco. De acordo com Dr. Fabio Atui, esse órgão não tem função conhecida no ser humano e é considerado vestigial, ou seja, que pode ter sido útil em algum momento de nossa evolução.

Em certas vezes, o apêndice pode inflamar e causar a chamada apendicite aguda. Isso ocorre quando um resto alimentar ou uma pedrinha de fezes entope a sua entrada. O problema se inicia com uma dor ao redor do umbigo, de fraca intensidade, que piora no decorrer do tempo, e se concentra na região da fossa ilíaca direita, ou seja, na região baixa do abdômen à direita. A dor costuma ser acompanhada de febre, náuseas, perda do apetite e desconforto no corpo. O quadro piora progressivamente até o paciente procurar um pronto socorro. Na emergência, assim que identificada a apendicite aguda, seu tratamento é cirúrgico com a retirada do apêndice.

Depois de uma cirurgia abdominal, que é o caso da retirada do apêndice, é necessário “fechar” o corte que deu acesso à cavidade. Na região de cicatriz, a parede abdominal pode apresentar uma fraqueza, que pode se alargar e permitir que os órgãos do interior do abdômen se insinuem por este orifício, causando a hérnia incisional.

No entanto, atualmente, essa operação é realizada por videolaparoscopia, ou seja, a partir de pequenos orifícios na parede abdominal. Esse tipo de cirurgia concede uma visão melhor da cavidade ao médico e, consequentemente, uma limpeza melhor, garantindo qualidade ao paciente.

De acordo com Dr. Fabio Atui, no pós-operatório, é normal a região da cirurgia ficar inchada por um período. E, para saber se é hérnia ou não, o paciente precisa conversar com seu médico, que irá analisá-lo de forma adequada.

 

Fique de olho,

Saúde!

Dr Fabio Atui - Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologista

Deixe uma resposta