Esofagite: quando é necessário operar?

Manometria esofágica e pHmetria 24 horas são exames importantes para investigar a doença.

A esofagite é caracterizada por uma inflamação da mucosa do esôfago, órgão responsável por transportar os alimentos da boca até o estômago. De acordo com Dr. Fabio Atui, o grau da doença e o quanto ela incomoda são fatores que definirão se o paciente precisará ou não realizar a cirurgia.

Para isso, a investigação da esofagite precisa ser feita de maneira minuciosa por meio de dois exames: manometria esofágica e a pHmetria de 24 horas. “Esses dois exames vão dar uma posição objetiva à respeito da sua esofagite de refluxo: quanto de refluxo você tem, quanto por cento do dia, qual é o grau de acidez. Isso vai dar uma posição que vai facilitar a gente decidir se vale a pena ou não operar”, explica Dr. Fabio Atui.

Portanto, antes de pensar em fazer a cirurgia, é importante investigar e identificar o que está acontecendo com o paciente para tentar encontrar a melhor opção de tratamento.

Segundo Dr. Fabio Atui, é necessário procurar um gastroenterologista e se informar a respeito destes dois exames, para que, se houver necessidade, a cirurgia seja feita com mais segurança para o paciente.

Fique de olho,

Saúde!

Dr Fabio Atui - Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologista

Deixe uma resposta