Live FaceBook: Hemorroidas

Neste Live, Dr. Fabio Atui conversou ao vivo com alguns internautas no Facebook, em 23 de setembro de 2016. O bate-papo foi sobre hemorroidas.

O sangramento do ânus pode ser sinal de hemorroidas, mas também de outras doenças graves. Por isso, sempre que tivermos este problema, é necessário se preocupar. Quando aparece sangue durante a evacuação, há alguns sinais mais preocupantes. Se o sangue pinga no vaso, suja o papel higiênico ou quando sai, tem um pouco de dor, é menos preocupante, porque é um sangramento chamado de orificial. Isso não quer dizer que você não precisa procurar seu médico, mas é um sangramento que, em geral vem da borda do ânus, tem um tratamento mais simples.

No entanto, Dr. Fabio Atui destaca que aquelas pessoas com “o sangramento que sai misturado com as fezes e numa quantidade um pouco maior, precisam ir ao médico para eventualmente descobrir qual é a origem, que pode ser de um pólipo, de um tumor, de doença diverticular”. Segundo ele, quando a gente tem sangue, precisa procurar o médico. Vale a pena investigar, porque é uma das maneiras que você tem de evitar uma doença grave, como o câncer.

Outro fator que pode estar relacionado com as hemorroidas é a presença de varizes nas pernas. Não há uma analogia muito forte, pois há pessoas com varizes que não têm hemorroidas e vice-versa. “Mas, teoricamente, a pessoa que tem a parede da veia um pouco mais fraca tem mais chance de ter hemorroida e também varizes”, explica Dr. Fabio Atui. Portanto, os principais sinais da hemorroida são dor na borda do ânus, sangramento, coceira e sensação de uma bolinha para fora do ânus.

Muitas pessoas perguntam sobre o uso de pomadas para tratar a hemorroida. Para Dr. Fabio Atui, elas podem ajudar a melhorar os sintomas. Porém, a hemorroida é uma dilatação do vaso e só a pomada não vai fazer o vaso deixar de ser dilatado. “Então, as pomadas aliviam, melhoram, mas não curam. Elas podem ajudar você durante a crise”, conclui.

Um dos pilares do tratamento da doença hemorroidária é comer muita fibra e beber muita água. Com isso, o intestino vai funcionar melhor e a evacuação, consequentemente, melhorará, porque você terá que fazer menos força. No entanto, Dr. Fabio Atui ressalta que isso não quer dizer que quem vai bem ao banheiro não terá hemorroidas. “Mas saiba que se você fizer força toda vez que vai ao banheiro, você tem uma chance maior”, esclarece.

Dr. Fabio Atui afirma ainda que as hemorroidas se dividem em quatro graus: primeiro, segundo, terceiro e quarto. A doença hemorroidária de terceiro e quarto grau é de tratamento cirúrgico. Já, a de primeiro grau pode ser tratada só com alimentação e dieta. Por sua vez, a de segundo grau tem algumas opções: ligadura elástica, infravermelho, queimadura no consultório e aplicação de outros medicamentos, que poderiam eventualmente resolver sem cirurgia. Portanto, é sempre importante você procurar seu médico para, caso tenha algum problema, ele indicar o melhor tratamento para seu caso.

Acompanhe você também as nossas transmissões ao vivo e tire suas principais dúvidas!

Fique de olho,

Saúde!

Deixe uma resposta