Live FaceBook: Intestino Preso

Nesta transmissão ao vivo, do dia 30 de setembro de 2016, Dr. Fabio Atui falou com os internautas sobre intestino preso no Facebook. Veja as causas e tratamentos deste problema:

O intestino preso é um problema que acomete muitas pessoas, especialmente as mulheres, e causa grande desconforto. Porém, é algo que pode ser resolvido. A principal recomendação é: comer bastante fibra, tomar água e praticar atividade física. Entretanto, se mesmo com essas atitudes o seu intestino não funcionar direito, vale a pena ir ao médico para tentar identificar qual é o motivo e, a partir daí, conseguir proporcionar uma solução objetiva.

Dr. Fabio Atui ressalta que é muito comum o paciente dizer que começou a tomar um laxante, porque funcionou para algum conhecido. “As pessoas acabam tomando laxantes sem ter uma orientação médica. Isso é muito ruim. Vá discutir o problema do teu intestino com alguém especializado, porque existem soluções muito simples”, orienta.

Além disso, uma das receitas que facilita a ida ao banheiro é tomar água em jejum. “Quando você toma água, seu estômago distende e quando o estômago distende, o intestino se contrai, e tem uma tendência a funcionar. Isso é chamado de reflexo gastrocólico”, explica Dr. Fabio Atui. A gente aprendeu controlar esse reflexo e, portanto, podemos estimular nosso corpo a voltar a sentir isso. “O meu conselho é: tome água e sente no vaso, mesmo que você não esteja com vontade de ir ao banheiro. Só a posição do vaso já contrai a musculatura da coluna em relação à perna de uma maneira tal que facilita a vontade de ir ao banheiro. E pode ajudar”, ensina.

Segundo Dr. Fabio Atui, outra atitude que pode ajudar você a ir ao banheiro é a utilização do banquinho. Ficar com a perna em ângulo reto em relação à coluna não te ajuda, então, se você consegue dobrar corpo para baixo em direção à perna, você melhora o ângulo e consegue ir ao banheiro. E o banquinho te auxiliará a levantar a perna.

Um dos exames feitos para investigar o motivo pelo qual o intestino não funciona bem chama-se “Tempo de Trânsito Colônico”. De acordo com Dr. Fabio Atui, ele vai identificar se o que o está funcionando mal é a contração do intestino como um todo, ou a hora da evacuação, chamada de evacuação obstruída. O exame é feito da seguinte forma: uma cápsula com 22 argolinhas é engolida pelo paciente. O plástico por fora derrete e essas argolas vão cair no estômago e se distribuir no nosso aparelho digestivo. Essas bolinhas ficam brancas quando são feitos os raios-X no primeiro, terceiro e quinto dia. Com isso, será possível ver como essas argolas vão se distribuir no intestino para, assim, entender se o intestino funciona mal como um todo, ou se fica acumulado na saída. “Isso vai me dar informação importante sobre que parte que deve ser cuidado, que outros exames devo fazer, de tal maneira que eu consiga identificar e tratar aquela pessoa da melhor maneira possível”, conclui Dr. Fabio Atui.

Outro exame para investigar o problema é a “Manometria Anorretal”. Ela tem a intenção de estudar o funcionamento do reto, a contração da musculatura do ânus e saber se o reto é capaz de perceber a vontade de ir ao banheiro. A partir disso, o médico pode compreender o que há de errado e, assim, pode proporcionar o tratamento.

As pessoas que sofrem com a prisão de ventre, além do desconforto, têm maior incidência de doença diverticular, de câncer de intestino. “Existem alguns estudos que mostram que, especialmente a mulher, tem menos disposição para o lazer, para namorar. A mulher evita a relação sexual quando está obstipada. A nossa vida como um todo melhora quando a gente vai bem ao banheiro”, finaliza Dr. Fabio Atui.

É importante destacar que, segundo a Organização Mundial da Saúde, ir ao banheiro de três vezes por dia até uma vez a cada três dias é considerado algo normal, desde que você não sinta desconforto. Portanto, se você não está se sentindo bem com relação ao seu intestino, procure um médico para investigar os motivos e poder tratar este problema.

Acompanhe também as transmissões ao vivo feitas no Facebook, dessa forma, você poderá tirar suas dúvidas sobre esse e outros assuntos do aparelho digestivo.

Fique de olho,

Saúde!

 

Deixe uma resposta