Qual é a importância da manometria anorretal?

Manometria Anorretal - Por Dr. Fabio Atui - Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologista

Série especial: “A importância dos exames”

Manometria Anorretal

O exame chamado de “manometria anorretal” é pouco conhecido, mas é importante para avaliar o intestino preso e a incontinência fecal, dois problemas muito desagradáveis e que causam grande sofrimento ao paciente.

O nosso organismo funciona da seguinte forma: quando as fezes chegam ao reto, elas distendem a parede, dando o sinal que queremos ir ao banheiro. Elas geram uma série de movimentos involuntários necessários para a evacuação, como o relaxamento do esfíncter interno do ânus. Porém, há pessoas que, por diversos motivos, não têm essa sensibilidade preservada e não sentem vontade de evacuar.

Manometria Anorretal - Por Dr. Fabio Atui - Cirurgia do Aparelho Digestivo e ColoproctologistaA manometria anorretal, nesse sentido, ajuda a entender o problema ao medir as pressões dos músculos do esfíncter anal e avaliar a sensibilidade retal, a complacência retal e a capacidade retal, possibilitando a descoberta do que está errado, para instituir uma solução para o intestino preso.

Com relação à incontinência fecal, esse exame é obrigatório, pois avalia a força da musculatura anal e do períneo e concede informações importantes ao médico. A manometria anorretal possibilita tratamento também, tanto da obstipação quanto da incontinência, em algumas situações. No caso da incontinência, com o mesmo equipamento em sessões subsequentes marcadas, há a realização de fisioterapia e fortalecimento da musculatura perineal, chamada de “biofeedback”. Esse procedimento é capaz de minimizar ou até mesmo acabar com o problema.

No exame, que dura aproximadamente 30 minutos, o paciente fica deitado em cima de uma maca, virado de lado, para que um tubo com pequeno diâmetro e flexível, chamado cateter, seja inserido no reto. Ele será conectado a um computador, que mede as pressões do canal do ânus e do reto.

Durante a manometria anorretal, um pequeno balão colocado na ponta do cateter pode ser inflado no reto para verificar a existência de reflexos.
 Além disso, o examinador pode solicitar para o paciente relaxar ou fazer força, como se fosse evacuar ou para impedir a evacuação. As pressões dos músculos do ânus são medidas durante cada uma dessas manobras. Após o exame, o paciente poderá voltar para casa e realizar suas atividades normalmente.

 

Fique de olho,

Saúde!

Dr. Fabio Atui - Cirurgia do Aparelho Digestivo e Coloproctologista

Deixe uma resposta